Na rua, a servir refeições quentes, 365 dias por ano

Idosos transformaram-se nos novos sem-abrigo. Presidente da República está preocupado

Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se preocupado pela falta de uma rede social que proteja os idosos de se transformarem em sem-abrigo.

A pobreza dos mais velhos e a falta de uma rede social, alargada e munida de resposta, desde a habitação à saúde, que os proteja do risco de se tornarem sem-abrigo está a preocupar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, como se pode ler numa notícia divulgada pelo jornal Novo.

São também estes idosos que todos os dias são apoiados pelo CASA, nas várias localidades onde prestamos apoio. A todos eles distribuimos refeições quentes diariamente, agasalhos e roupa de cama para se aquecerem, sem nunca esquecer as palavras de apoio.

Para Nuno Jardim, diretor-geral do CASA, “é preocupante ver pessoas que numa fase da vida que deveriam conseguir ter a melhor paz e descanso possível, tendo uma retribuição socioeconómica pelo que já deram à sociedade, tendo condições dignas, tendo apoio na saúde e acima de tudo um tecto com dignidade, conforto e alimentos, verem-se desprovidas de tais condições básicas.”

“Os idosos por tudo o que deram e geraram devem ser tratados com carinho e devem ser um alicerce da sociedade que não podemos nunca descurar e descartar, é graças a eles que temos vida, liberdade e um sorriso. Devemos como sociedade estar presentes e garantir que nunca fiquem sozinhos, abandonados e sem esperança”, diz o responsável.

O CASA apoia atualmente 7 mil pessoas espalhadas por todo o país, sendo que 2500 estão em situação de sem-abrigo.

Noticias Locais

Parceiros


parceiros