• De norte a sul de Portugal
  • 1000 Voluntários por todo o país
  • 365 dias por ano

Algarve

Quem Apoiamos no Algarve?

O C.A.S.A. tem por objectivos realizar acções de apoio básico e de primeira necessidade como são a alimentação, vestuário, alojamento, fornecimento de mobiliário e utensílios domésticos; acções de apoio técnico especializado nas áreas médica, jurídica, psicológica, etc; visa também promover acções que visem a integração social e profissional e consequentemente a independência económica a favor de crianças, adolescentes ou outros socialmente desfavorecidos, vítimas de violência ou maus tratos, independentemente da sua nacionalidade, credo religioso, política ou etnia, podendo ser de âmbito nacional ou internacional.

 

Quem é elegível para receber apoio?

Pessoas sem rendimentos; desempregados; pessoas sem meios de ganhar a vida devido a doença ou deficiência; sem-abrigo; pessoas socialmente excluídas ou marginalizadas devido a vício de drogas ou alcoolismo; vítimas de abuso; idosos, entre outros. Os critérios de elegibilidade são avaliados e comprovados, numa primeira fase, através do cruzamento de dados com a Segurança Social e outras Instituições – documentos comprovativos das receitas do agregado, bem como das despesas (recibos de renda e outras provas de gastos) são necessários como prova de nível de rendimentos e necessidades do candidato. Posteriormente, é realizada uma visita domiciliária para averiguar a veracidade de declarações de carácter mais subjectivo, de forma a verificar in loco a situação da família apoiada. Para permanecerem elegíveis, os candidatos terão de assinar um Acordo Social com o C.A.S.A., que estabelece, entre outras coisas, a necessidade de fazerem voluntariado na Instituição durante pelo menos 6 horas semanais e de participar em campanhas de recolha nos hipermercados, caso tenham condições físicas, familiares e profissionais que o possibilitem.


O que fazemos no Algarve?

  • -Distribuição de refeições e cabazes alimentares a sem-abrigo, idosos e famílias carenciadas, sendo que à data dá resposta a mais de 1.500 pessoas nos concelhos de Faro e Albufeira;
  • -Deslocação diária de várias equipas de apoio domiciliário para apoio dos utentes sem mobilidade e mais idosos;
  • -Distribuição regular de vestuário, calçado, cobertores e artigos de higiene;
  • -Disponibilização de serviços de uma equipa de acompanhamento especializado pertencentes ao quadro dos voluntários inscritos na associação, com o objectivo de apoiar as pessoas em situação de vulnerabilidade a diferentes níveis;
  • -Realização de reuniões periódicas com as Autarquias, Instituto de Segurança Social, Instituto de Emprego e Formação Profissional, Juntas de Freguesia e outras organizações com desenvolvimento de intervenções junto da população sem-abrigo;
  • -Apoio a grupos de alunos de diversas Instituições de ensino que têm contactado o C.A.S.A. para desenvolver trabalhos/estudos sobre os sem-abrigo, nomeadamente através de acções de formação nas escolas e/ou integração destes alunos nas "equipas de rua";
  • -Participação no CLAS (Conselho Local de Acção Social) de Faro e Albufeira, bem como o NPISA (Núcleo de Planeamento e Implementação Sem-Abrigo) e RIVA (Resposta Integrada de Vestuário e Alimentação) de Faro;
  • -Realização de Festas de Natal com Almoço e Animação com a presença de centenas de pessoas carenciadas desde sem-abrigo, idosos abandonados, crianças e famílias carenciadas e na qual providenciamos alimentação, distribuimos vestuário, géneros alimentares assim como presentes para as crianças;
  • -Festas do Dia da Criança, em Hotéis que se disponibilizaram para acolher os filhos dos nossos utentes, com actividades de animação, distribuição de brinquedos e lanches.


DELEGAçÕES: